Cupom de Desconto
16
mar

Vamos conversar? Justprisantos

Categorias: DestaquesOutros
Priscila Santos Priscila Santos

Oii Gente, tudo bom com vocês? Sobrou alguém aqui?

Bom, tem muitoo tempo, muito tempo mesmo que eu não posto aqui. E nesse meio tempo eu pensei em desistir, pensei em voltar com tudo, pensei em alterar o blog, mudar nome, mudar layout… E a verdade é que eu ainda não concluí nada dessas reflexões. Não sei responder se o blog vai acabar, mas sei que até o fim do ano ele estará aqui porque renovei a hospedagem e o domínio então pretendo usar hahaha.

Já tem algum tempo que eu estava incomodada em ser “simboramaquiar” em todas as minhas redes, no meu blog também, já que comecei a ter outros interesses e percebi que o nome associado a maquiagem me limitava um pouco. Sigo trabalhando com maquiagem, amo o mercado da beleza, mas sabe quando você se dá conta de que tem muito mais coisa interessante a ser compartilhada? E que além disso, eu não sou só o meu trabalho, sou tudo que está relacionado a mim, todos os gostos, todos os hobbies e de longe tem muita coisa além da maquiagem. Então de fato, esse nome me limitava.

Lembro que no início de tudo, em 2014 quando lancei meu blog, eu pensei nisso. Pensei que esse nome futuramente poderia não caber mais e decidi arriscar ainda assim. Errei? Não acho! Temos que arriscar mesmo na vida e cara, não é uma decisão eterna que vai mudar a vida de todos, é “apenas” um nome de blog.

Essa semana decidi mudar o nome no insta, coloquei @justprisantos e estou bem mais tranquila com isso agora. Tranquila em falar de moda e de tudo mais que me interessar, inclusive beleza. Aliás, estou me dedicando pra organizar bem legal o instagram, olhem que lindo está! Me sigam lá para acompanhar tudinho.

Load More
Something is wrong. Response takes too long or there is JS error. Press Ctrl+Shift+J or Cmd+Shift+J on a Mac.

Para o blog realmente ainda não sei como dar sequência. Penso em falar de temas aleatórios, afinal sempre gostei de me expressar escrevendo – amo um textão! – e acho que posso começar a abrir mais o leque de opções do que será dito aqui. Não só resenha, não só dica de produto… Gostaria ir além e trazer debates mais reais, sabem?! Coisas que não são muito faladas ou mostradas… Espero ser bem vinda de volta :]

 

03
ago

Qual a sua maior dificuldade na profissão de Maquiador?

Categorias: DestaquesOutros
Priscila Santos Priscila Santos

Oi gente, há quanto tempo não escrevo aqui. Agora sou formada em Maquiagem Profissional pela Universidade Anhembi Morumbi e tenho trabalhado bastante (Thanks God!).

Maquiador passa por cada perrengue, né?! Mas o importante é seguir firme e forte no que acreditamos. E “embelezar” pessoas tem uma grande responsabilidade envolvida, por isso maquiagem é algo que mexe tanto com o psicológico da mulher, com sua auto imagem e auto estima.

O termo embelezar foi colocado entre parênteses porque não acredito que nosso trabalho seja para tornar a pessoa bonita, e sim ajudá-la a externar essa beleza que já existe dentro dela. E por isso é tão importante conhecer sua cliente, saber o que ela gosta, e principalmente o que não gosta, né?!

Hoje eu queria deixar aqui um questionamento pra vocês, para que possamos trocar experiências a respeito: Quais são as suas maiores dificuldades na profissão?

O que você acha que falta para que você seja um profissional de sucesso? O que te impede de colocar isso em prática?

Já estou ansiosa para ler os comentários! Pra quem ainda não me acompanha no meu instagram profissional (@priscilasantosmua), vou deixá-lo aqui abaixo, ok?

Aguardo as respostas de vocês.

Beijo com carinho de quem está de volta.

23
out

Como é viver longe da minha família?

Categorias: DestaquesOutros
Priscila Santos Priscila Santos

Viver longe da família é uma das coisas mais difíceis que eu já fiz na vida. Para quem não sabe, há pouco mais de 2 anos eu deixei minha cidade natal, Brasília, para viver em São Paulo e o motivo era um só: é a única cidade do Brasil que tem a faculdade que eu faço. Mas será que compensa estar longe da família para se dedicar à carreira?

Eu nunca tive vontade de vir morar em São Paulo e acho que por isso, não tenho apego à essa cidade. Meu propósito aqui é profissional e assim que ele finalizar, pretendo voltar para minha cidade do coração. Curioso que antes de vir pra cá e conhecer essa realidade diferente, eu me achava no direito de reclamar de Brasília. Sim! Eu dizia que minha cidade não tinha nada, não acontecia nada e nunca imaginei que sentiria tanta falta.

De lá para cá, percebi uma mudança nesse quesito, vejo que Brasília tem se desenvolvido bastante em termos de eventos, informação, cultura também. O que eu não havia pensado, é que minha cidade reúne as PESSOAS QUE EU MAIS AMO no mundo, e estar longe parte meu coração.

Ver as amigas casando, tendo filhos, afilhado crescendo, pessoas queridas alcançando objetivos profissionais, amigos perdendo parentes, pessoas ficando doentes ou comemorando realizações sem poder presenciar isso, dói demais. Sério, não imaginaria que seria tão difícil. E sim, já quero chorar escrevendo isso.

Então você que pensa: “aaah, mas sou tão desapegado! Não sou muito grudado com minha família, vou tirar de letra!” saiba que eu também pensava assim. Na minha família nunca teve isso de se reunir para almoçar/jantar, cada um fazia isso conforme sua hora/necessidade, não somos de assistir filmes juntos e nem fazer todas as coisas juntos, e ainda que cada um estivesse no seu quarto e no seu canto, estávamos todos na mesma casa, na mesma cidade, indo para as mesmas reuniões de família, comemorando aniversários ou comemorando nada, apenas a oportunidade de estarmos todos juntos.

É disso que eu sinto falta.

Esse ano eu perdi minha avó materna, e foi uma dor sem igual. Eu estava em São Paulo, sozinha, e precisava de um abraço de alguém que entendesse meu sofrimento, e o máximo que eu pude ter nesse momento foi minha madrinha linda, no telefone, me dando forças e tentando me acalmar. Dói, gente. Quando eu pude estar com minha família, aí sim, eu me senti confortada.

Quando eu me pergunto se isso vale à pena, eu mesma me respondo que só vale enquanto houver propósito em estar aqui. Eu ainda faço faculdade e meu propósito atual é esse. Mas não, no meu caso, não vale a pena passar o resto da vida nesse sofrimento.

Então vocês, que por acaso moram longe de alguém (ou “alguéns”) que você ama, força! É bom viver novas experiências, conquistar um bom emprego, uma vida profissional estável (coisas que eu ainda não consegui!), mas nada paga a alegria dos churrascos de família, das saídas com os amigos do peito, das conquistas compartilhadas.

Em contrapartida, é bom seguir e correr atrás dos nossos sonhos e a vida é REALMENTE feita de escolhas e das consequências dessas escolhas. Se eu não tivesse vindo, nunca saberia o quão maravilhoso é ter tudo isso que eu “perdi” vindo pra cá. Como diria um professor de ensino médio que eu tive: “Só o sofrimento constrói”. Então… É preciso arriscar, né?!

Fica aqui meu abraço carinhoso à você, que está nessa comigo. E vamos juntos passar por essa! <3

Luiza Nobre Borges @ lhu.nobre@gmail.com

Simbora Maquiar - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018